CONTATO    ÁRBITROS    JOGOS DO DIA
Usuário:    |  Senha:  
 
 
  06/05 - FIQUE EM CASA | FIQUE EM CASA | FIQUE EM CASA | FIQUE EM CASA | FIQUE EM CASA | FIQUE EM CASA  
BLOG - NÓS, TÁTICOS!

Data: 14/04/2021

  

ORGANIZAÇÃO DEFENSIVA NOS ESCANTEIOS

Como muitos sabem, a Organização Defensiva é uma das fases mais importantes do jogo, pois é através dela que sabemos como a equipe vai se organizar quando estiver sem a posse da bola. Nesse caso, podemos utilizar diferentes sistemas de marcação, como: por zona, individual ou mista. Além disso, também podemos citar as zonas de pressão: alta, intermediária e baixa.

Compreender esses fatores auxiliam bastante para saber como sua equipe se comportará dentro de campo. No entanto, não é possível saber se organizar sem a bola somente quando a mesma estiver em movimento. É necessário também se organizar nas bolas paradas, principalmente no escanteio e nas jogadas de lateral próximo à sua área.

Portanto, resolvi trazer dois sistemas de marcação que utilizo com a minha equipe durante os ESCANTEIOS adversário ou LATERAIS próximos a minha área, a fim de evitar sofrer com esse tipo de jogada: marcação por zona e a marcação individual.

Marcação por zona – a equipe ficará com 5 (cinco) atletas dentro da área enquanto 1 (um) atleta ficará na sobra. 2 (dois) atletas ficarão posicionados próximos as traves enquanto, ao lado deles, ficarão outros 2 (dois) formando um quadrado. No meio da área, ficará apenas 1 (um) atleta na zona central da área, a fim de anular a bola de meio. O atleta que ficará na sobra, se responsabilizará em buscar a 2° bola – bola da sobra – e pressionar o jogador adversário que receber mais distante da área. O desenho tático seria um 2-3-1 dentro da área.

Marcação individual – Nesse tipo de marcação, cada atleta se responsabilizará por um jogador adversário, mantendo uma distância curta para tirar a possibilidade de avanço dele, obrigando-o a receber em uma posição mais desfavorável para finalizar.

Nesses dois sistemas, há prós e contras.

Marcação por zona:

Pró - tira a possibilidade de bolas na 1° e 2° trave; limita a movimentação do ataque adversário; em bolas curtas, o avanço em bloco para tirar o espaço e limitar a ação adversária; possibilidade de apoio no contra-ataque.

Contra - se não tiver bem definido o espaço em que cada jogador ficará, a equipe poderá bagunçar; se a equipe não tiver bem definido a movimentação em caso de bolas curtas, poderá abrir espaço para finalizações laterais; se o atleta sair da sua zona e ir marcar o jogador individualmente; maior tempo para ser implementada.

Marcação individual:

Pró -  responsabilidade menor para cada atleta; maior compreensão; requer menos tempo para ser implementada; possibilidade de colocar mais de 1 (um) atleta fora da área para buscar a 2° bola; útil para equipes que não possuem tempo para treinar.

Contra - abre espaço para a movimentação adversária – caso possuam uma jogada ensaiada; dependente da tomada de decisão do atleta; possibilidade de bola na 1° e 2° trave.

Para a utilização de cada sistema é necessário saber o contexto em que você está inserido, os atletas que você tem à disposição, a equipe adversária, o momento do jogo, entre outros fatores. Utilizo mais o sistema de marcação por zona, pois meus atletas já possuem uma compreensão dele e temos resultado utilizando-o. Dos 13 jogos que disputamos no campeonato, sofremos apenas 1 (gol) de escanteio ou lateral próximo à área.

No entanto, é necessário sempre compreender o contexto no qual você está inserido. Sua equipe se encontra toda semana, pelo menos, uma vez? Os atletas são compromissados, caso seja marcado um treino? Eles estão bem fisicamente? Quais os objetivos da equipe?

Na modalidade, que ainda está em processo de crescimento e evolução, sabemos que ainda temos muita dificuldade para desenvolver e fornecer maior material para a modalidade, a fim de melhorá-la e evolui-la por uma série de fatores, principalmente falta de suporte financeiro.

O mais importante de tudo é tentar ajudar a desenvolver o esporte da melhor maneira possível, independente dos fatores. Algo que espero ter conseguido de alguma forma, através desse conteúdo.


Jarbas Santos

Fortaleza – CE

Treinador do @atleticocearense

Instagram: @jarbas_santos 


*O blog Nós, Táticos! é escrito por treinadores e apaixonados pelo esporte. Suas opiniões não representam necessariamente o posicionamento da Confederação de Futebol 7 do Brasil.

CF7 Brasil conta com a parceria da Trivella, Gol Linhas AéreasMS Esportes e Brazuca.Bet




LEIA TAMBÉM!

FORMAÇÃO DE DEFESA E ATAQUE
Conheça táticas, jogadas e mais!- Por Jacir Junior
JOGO DE MOBILIDADE OU JOGO POSICIONAL?
Conheça táticas, jogadas e mais!- Por Marcelo Ferreira
A IMPORTÂNCIA DA INTENSIDADE NO FUT7
Conheça táticas, jogadas e mais!- Por Cláudio Borges
JOGADA ENSAIADA OFENSIVA
Conheça táticas, jogadas e mais!- Por Pablo Ricardo
IMPORTÂNCIA DAS CATEGORIAS DE BASE PARA A EVOLUÇÃO DO FUT7
Conheça táticas, jogadas e mais!- Por Mateus Ramires

RANKING

ENQUETE

Você pratica o F7?





PARCEIROS

Copyright© 2021 CONFEDERAÇÃO DE FUTEBOL 7 DO BRASIL.
CNPJ: 41.983.663/0001-50